#BeepBeep: virtualização, não importa a solução

#BeepBeep

#BeepBeep: virtualização não importa a solução

Quando falamos de virtualização são tantas as possibilidades e variações nas soluções de mercado, que é necessário considerar as particularidades relacionadas ao negócio, antes de escolher o que melhor se adeque (leia este artigo). De qualquer forma, mesmo não optando pela solução de virtualização Microsoft, se ela estiver presente nos servidores virtuais, você precisará adquirir as licenças para eles. O que muita gente ainda não “captou”, é que precisará adquirir esse licenciamento com base nos hosts físicos, sempre! E não nas máquinas virtuais individualmente. E isso independe da tecnologia e fabricante de virtualização escolhida.

Do ponto de vista de edição do produto, são duas as opções. Entenda a seguir as diferenças conceituais de cada uma.

Windows Server Standard

A cada 8 licenças atribuídas ao host físico, você tem o direito de criar duas máquinas virtuais.

Windows Standard

Windows Server Datacenter

Ao licenciar a totalidade de núcleos do host físico, você tem o direito de criar quantas máquinas virtuais forem suportadas pelos recursos daquele host.

Windows Datacenter

Pra Concluir

Em se tratando de máquinas virtuais, costumo dizer que são como coelhos: basta tirar os olhos por um breve espaço de tempo que elas já se reproduziram. Para efeito de conformidade de licenciamento, no caso do Windows Standard, tenha sempre o controle da quantidade de máquinas em execução, para evitar problemas com auditorias. No caso de alta densidade de virtualição, opte pela edição Datacenter e durma tranquilo. Para mais informações sobre licenciamento do Windows Server, veja este artigo.

Windows Server License Conigurator

Windows Server License Conigurator

Deseja saber mais?

Para maiores informações, entre em contato
041 9 8834-7824
danilo.mesquita@softwareone.com

4/5 (1)

Por favor, me diga o quanto esta informação foi útil pra você.